Seja Bem Vindo

Ajude nos a levar a palavra de Deus ao mundo.

Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Marcos 16:15).

Membros

Todos os membros poderão enviar mensagens, textos, comentários e participar de promoções exclusivas. Participe.

Acesso para Membros

Não é membro? Cadastre-se!



Principal Quem Somos Noticias Vídeos Reflexão Dicas de Filmes Publicidade Fale Conosco
CONTEÚDO
  • Página Principal
  • Bíblia On-Line
  • Dicas de Filmes
  • Textos para Reflexão
  • Notícias Gospel
  • SMS
  • Publicidade
  • Quem Somos
  • Parceiros
  •  
    Notícias gospel
  • Brasil
  • Cinema
  • Esportes
  • Internacional
  • Missões
  • Música
  • Oportunidades
  • Política
  • Saúde
  • Tecnologia
  • TV
  •  
    utilidades
  • Nossos Banners
  • Para o seu Site e Blog
  •  
    Entretenimento
  • Bate Papo
  • Cartão Virtual
  • Novos Testes Bíblicos
  • Eventos Gospel
  • Vídeos
  • Rádio On-line
  •  
    Siga-nos



    Escolha uma categoria:
    Agradecimentos
    Amor
    Aniversários
    Comportamento
    Curiosidades
    Estudo Bíblico
    Família
    Festas
    Juventude
    Letras de Música
    Mensagens Bíblicas
    Teatro Cristão
    Testemunhos
    Reflexões e Estudos Bíblicos
    Nota: 2.6/5 (19 votos)
    Juventude - Limites do Namoro, o seu namoro é verdadeiramente aprovado por Deus?


    (5666) acessos desde 14/01/2010 - 15h28min

    Namoro é um contato social do caráter afetuoso e cordial entre um rapaz e uma moça com o propósito deliberado de possível união matrimonial no futuro. Esse contato, porém, tem limites aconselhados e determinados pela ética evangélica mais do que pela moral comum, que é excessivamente indulgente. As intimidades excessivas e inconvenientes não só desvirtuam os princípios evangélicos como acarretam, por isso mesmo, sérios prejuízos de ordem moral e espiritual, tanto para a moça como para o rapaz. A jovem amorosa, romântica e sedenta de carinho corre grande risco ao consentir que o namorado ou noivado lhe proporcione carícias só permitidas aos casados. E a razão é óbvia.

     

    O rapaz crente, uma vez estimulado pela indulgência ou passividade da namorada, pode ser levado a extremos que não desejaria nem mais pensaria chegar. Uma concessão hoje e outra amanhã pode levar ambos a uma situação de onde talvez não se possa mais recuar e em que só a moça terá desvantagens e prejuízos sem fim. É principalmente à moça, portanto, que cabe, marcar o limite das intimidades que o rapaz deve ter com ela. Ele a respeitará se ela se mostrar digna, porque a ama e a quer por esposa; ou a desprezará- se ela se revelar fácil e estimulá-lo a intimidades inconvenientes e pouco decorosas. Um rapaz estava noivo com uma jovem de bom caráter. Certa vez, conversando com ela, a sós, deixou-se arrebatar no decurso das intimidades e tentou ousadamente fazer-lhe carícias em zona altamente pudenda do corpo.

     

    Reagindo imediatamente, ela lhe disse: "Não, querido! Isso, não! Gosto muito de você e quero-o para meu esposo, mas não posso permitir tal coisa. Tenha paciência. Espere para quando formos casados." E ele me disse: "Pedi-lhe desculpas e me corrigi. E se eu já lhe devotava grande admiração, fiquei, daí por diante, admirando-a muito mais, pois ela cresceu moralmente aos meus olhos". Toda jovem namorada ou noiva (principalmente esta) jamais deve olvidar a tremenda força extintiva de sua biologia, ou de sua sexualidade. O instinto materno está sempre presente e é fortemente atuante na mulher, principalmente na jovem. Por isso, levando em conta os dados científicos fornecidos pela ginecologia, pela biologia, a genética e a psiquiatria sobre a intensidade do instinto sexual feminino que só difere a intensidade do instinto masculino quanto ao caráter ou á natureza. Portanto, é mister estar a moça de sobreaviso contra os impulsos de sua feminilidade, contra as naturais solicitações e surpreendentes insídias do seu determinismo biológico.

     

    Qualquer descontrole dessas quase incoercíveis forças do instinto sexual feminino, discreta e cuidadosamente enclausuradas no ergástulo secreto da religião, da moral e da dignidade pessoal, pode acarretar o desmoronamento de castelos dourados e de sonhos de felicidade matrimonial por tanto tempo acalentados. Em face do exposto, não se esqueçam disto as nossas jovens: quanto mais concessões faz a namorada ou noiva ao seu bem amado, julgando que assim o cativa cada vez mais, tanto menos confiança ele deposita nela porque menos digna ela resiste aos excessos e limita as intimidades ao conveniente e decoroso. E a razão é que ele vê nela uma mulher digna de confiança em matéria de amor e a desejará para esposa.

    Fonte: www.jesussite.com.br

     

    Texto enviado pelo usuário: admin

    E-mail de contato: gospeljovens@gospeljovens.net

     

    Enviar Comentário Indicar para um AmigoVersão para Imprimir Assinar Feed
    VER OS COMENTÁRIOS DESTE TEXTO
    ... Há (1) comentário(s) para este texto.
    Rodrigo Pascoal
    13/05/2010 - 22h32min
    Meu nome é Rodrigo, tenho 19 anos, e tive um relacionamento de quase seis meses que, aos olhos do SENHOR, não poderia ser aprovado. Não somente por ceder à carne, mas também por ser um relacionamento de jugo diferente, algo que Deus não deseja a quem é seu servo fiel. A palavra do SENHOR foi me dita e sempre bateu na mesma tecla: 1 Reis, Provérbios... Citando exemplos de Salomão e de como deveria agir. Para mim, no meu coração, foi uma das coisas mais difíceis de se fazer... Eu já havia tentado 3 vezes, mas nenhuma tive coragem suficiente. Hoje, tive de tomar uma atitude, pois o Espírito Santo já me incomodava há um bom tempo. Ainda a amo, mas fiz o que deveria de ser feito... Me dói, mas como diz em Provérbios 3 (não me lembro o versículo) que o pai repreende e critica ao filho por amor, por desejar-lhe o bem. E sei que a alegria vem pela manhã, pois o SENHOR está comigo. Mesmo que a minha carne a quisesse junto a mim, sou temente a Deus e fiz o que era de Sua vontade. Ter uma vida reta perante o SENHOR não é fácil e as provações servem para ver o quanto fiéis podemos ser, mesmo com as tentações mundanas. Somente com o entendimento da Palavra é que se pode entender o propósito de Deus na nossa vida. Bom, é isso, queria apenas testemunhar pelo o que passei e como o SENHOR me ajudou. Abraços.

     
     

     

    newsletter

    Digite o seu e-mail abaixo:

    Adicionar Apagar

     
    usuário
  • Fazer Login
  • Cadastrar no Site
  •  
    Enquete
     
    RÁDIO GOSPEL
    Ouça a rádio Gospeljovens
     
    ÚLTIMOS USUÁRIOS

    thamyres
    nova odesa / SP

    Anne caroline
    Rio de janeiro / RJ

    FERNANDA
    PEDRA PRETA / MT

    Geilson Monteiro da Silva
    altamira / PA

    lucas da cruz silva
    fortaleza / CE

    Claudio Cesar
    Diadema / SP

    Criislya
    Morada-Nova / CE

     



    Desenvolvimento de Sites, Portais, Sistemas para Internet e Hospedagem